Grupo G Copa do Mundo 2018

Última atualização:

Previsões do Grupo G na Copa do Mundo 2018

O grupo G da Copa 2018 é formado por Bélgica, Tunísia, Panamá e Inglaterra. Deles, os favoritos a passarem para a próxima fase certamente são os ingleses e os belgas. Sorte das duas seleções que conseguiram cair em um grupo onde se sobressaem, portanto, não devem enfrentar grandes dificuldades. 

E nas oitavas, os membros vencedores do Grupo G devem enfrentar o Grupo H, sendo os prováveis candidatos Polônia e Colômbia. Se der zebra, Senegal ou Japão podem conquistar uma das vagas. Funciona assim: o primeiro colocado do G enfrenta o segundo do H, e vice-versa. Portanto, Bélgica e Inglaterra têm boas chances de passarem para as quartas de final, desde que não desconsiderem o potencial de seus adversários.

Melhores sites para apostar na Copa do Mundo

  1. bet365 Logo
    bet365
    Bônus de boas-vindas
    100% até R$200
    Apostas com seguro
    Empate não tem aposta (0x0)
    BC365
    Até R$200 em créditos de aposta para novos clientes no bet365. Depósito mínimo de R$15 e rollover de 1x para liberar o bônus. Requisitos mínimos de apostas, exclusão de meios de pagamento e de jogos se aplicam. Limites de tempo e termos e condições se aplicam.
    Detalhes

Grupo G - bônus

Desculpe, não há bônus deste tipo disponível neste momento. Tente mais tarde.

Bélgica

Os belgas foram invictos nas eliminatórias, com 9 vitórias e 1 empate, somando 43 gols marcados e 6 vazados. Tais números são excelentes e somente a Alemanha teve resultados melhores durante a classificação. 

É uma das candidatas ao título mundial nas casas de apostas, atrás de Brasil, Alemanha, França, Espanha e Portugal. A fase da equipe é ótima, com uma geração talentosa, como o meia-atacante Eden Hazard (Chelsea), meia Dembélé (Tottenham), goleiro Courtois (Chelsea) e o atacante Lukaku (Manchester United). 

Na última edição da Copa do Mundo, a Bélgica chegou às quartas de final, sendo derrotada pela Argentina, que ganhou o vice campeonato. Portanto, o histórico é outro motivo para apostar na seleção belga. 

Atualmente, o time possui ataque rápido, sendo este seu maior ponto forte, se considerarmos o total de gols feitos nas eliminatórias. A equipe consegue tem boa posse de bola e transforma oportunidades em finalizações.

Ao mesmo tempo, toda a qualidade ofensiva é descontada na defesa vulnerável. Este é um quesito que deve ser melhorado nos jogos pré Copa para evitar problemas no mundial. 

AMISTOSOS: a equipe teve um jogo amigável contra a Arábia Saudita e mostrou seu peso. O placar foi de 4x0, uma goleada. Mostrou que seu time principal está cheio de vigor e que o técnico Roberto Martínez tem feito escolhas acertadas. Por outro lado, os belgas não fizeram mais que sua obrigação, já que a Arábia Saudita é a pior equipe no ranking Fifa dos classificados para a Copa. 

Panamá

O caminho durante as eliminatórias foi difícil, com 4 empates, 3 derrotas e 3 vitórias. Mesmo não precisando de repescagem e tendo deixado para trás os Estados Unidos, o Panamá teve uma campanha fraca, com pouco mais de 43% de aproveitamento. 

Ao analisarmos o histórico da seleção panamenha, percebemos que, na verdade, este foi um grande feito. Esta é a primeira vez que eles participam de uma Copa do Mundo. Para você ter importância da façanha: o Presidente da República Panamenha declarou feriado nacional no dia seguinte à classificação. Foi uma grande festa, que levou os torcedores às ruas após a vitória de 2x1 contra a Costa Rica nas eliminatórias. 

Tal sucesso é resultado do trabalho do técnico Hernnán Darío Gómez, um colombiano que atuou como volante e foi auxiliar técnico de Francisco Maturana. Passou por várias seleções, como Colômbia, Equador e Guatemala. 

O time chega ao mundial sem ambições, já satisfeito apenas com o fato de participar do torneio. Por isso, podemos dizer que é bastante remota a chance de o Panamá passar da fase de grupos. Há quem acredita no fato de que o jogo sem responsabilidade de ganhar pode gerar surpresas no campo.  

O esquema tático da seleção panamenha é o 4-4-2, com descidas velozes para o ataque e organização defensiva. Outro ponto forte é a bola aérea nas jogadas ofensivas. Todavia, o time é bastante frágil, com atletas que não estão acostumados a atuar em grandes ligas. 

AMISTOSOS: a fraqueza do Panamá é notada nos jogos amistosos realizados antes da Copa. Contra a Dinamarca, perderam de 1x0, mas o placar poderia ter sido bem maior. Atuaram demais na defensiva e tiveram a sorte de os dinamarqueses terem perdido várias oportunidades. Contra a Suíça, as falhas ficaram mais evidentes, resultando em uma goleada de 6x0.

Tunísia

A disputa foi apertada durante as eliminatórias, de modo que apenas 1 ponto em relação ao Congo garantiu a vantagem à seleção tunisiana. Foram 4 vitórias e 2 empates, o que dá ao time certa invencibilidade. Esta é a quinta vez que o país participa de uma Copa do Mundo, porém jamais passaram da fase de grupos. A última vez que se classificaram no torneio foi em 2006.

No Grupo G, a Tunísia não é uma das favoritas para as oitavas, a não ser que ocorra alguma zebra. O craque da seleção é o meia Wahbi Khazri, que atua no Rennes. Ele é a peça chave da equipe, capaz de armar jogadas e também marcar gols. Ele tem nacionalidade francesa e tunisiana, porém, optou por defender a camisa da Tunísia em vez de aguardar uma convocação incerta na seleção da França. 

Um dos pontos fortes dos tunisianos é o jogo nas laterais, por onde mais saem jogadas de ataque com qualidade. Destaque para o meio de campo de Mohamed Amine Ben Amor , com boa mobilidade e saída de bola, além de lançamentos para Youssef Msakni. O problema do time é o jogo aéreo dentro da área, embora a defesa seja considerada eficaz. 

AMISTOSOS: a Tunísia derrotou o Irã por 1x0, mesmo placar feito no jogo contra a Costa Rica, durante amistosos. São bons resultados até então.

Inglaterra

Os ingleses se classificaram em primeiro lugar no grupo que atuaram durante as eliminatórias. Ao todo, foram 8 vitórias e 2 empates, com 18 gols marcados e 3 sofridos. Isso mostra que a defesa do time está em boa forma. 

Embora o futebol tenha sido “inventado” na Inglaterra, o país não tem tradição no mundial. Ganharam somente uma vez, em 1966. E nos últimos anos, ficaram 2 vezes nas oitavas, 2 vezes nas quartas e em 2014, permaneceram na fase de grupos. 

A questão é que na Copa 2018, a Inglaterra é uma das candidatas ao título. Não apenas por sua campanha nas eliminatórias, mas também por ter um elenco de peso. Para chegar a esse patamar, a equipe sofreu uma jogo das cadeiras por parte da comissão técnica. De 2012 a 2016, Roy Hodgson foi o treinador, dando lugar a Sam Allardyce, que ficou pouco tempo na posição, sendo substituído por Gareth Southgate. 

Ele mudou o sistema de jogo para três zagueiros, com Gary Cahill e Phil Jones do Manchester United e John Stones do Manchester City. Também afastou Wayne Rooney da posição de capitão. Já o ataque conta com Harry Kane (Tottenham), Jamie Vardy (Leicester), Marcus Rashford (Manchester United) e Daniel Sturridge (Liverpool).  

Vamos ressaltar os pontos fortes: os jovens atletas proporcionam velocidade, enquanto os mais experientes proporcionam um jogo mais cadenciado. O sistema tático recebeu boa formação,o que dá condições pela briga pelo título. Por outro lado, Joe Hart, o goleiro, já não é mais o mesmo e não há um substituto de peso na equipe. Outro quesito problemático é a dificuldade de criação em jogos cujo adversário joga atrás da linha da bola. Isso resulta em jogo aéreo, algo um pouco amador para uma seleção deste porte.

AMISTOSOS: contra a Holanda, os ingleses quebraram um jejum de 22 anos e conseguiram vencer por 1x0. Os holandeses estão fora da competição, mas ainda são, de certa forma, uma equipe poderosa. Contra a também eliminada Itália, a Inglaterra empatou por 1x1. Os italianos empataram graças ao recurso de árbitro de vídeo, que marcou um pênalti após lance polêmico, nos minutos finais da partida.

Calendário de jogos do Grupo G na Copa

DATA SELEÇÕES HORÁRIO
18/06

Bélgica x Panamá

Tunísia x Inglaterra

12h

15h

23/06 Bélgica x Tunísia 9h
24/06 Inglaterra x Panamá 9h
28/06

Inglaterra x Bélgica

Panamá x Tunísia

15h

15h

Prognóstico do Grupo G na Copa 2018

Seria bem improvável um cenário em que Inglaterra e Bélgica não conquistem as duas vagas do Grupo G. Com isso, descartamos a possibilidade de Tunísia e Panamá passarem da fase de grupos. Portanto, o grande jogo será o desafio entre belgas e inglesas, uma partida que vale a pena assistir, e por que não, apostar também? Ela será decisiva para descobrir qual das suas seleções conquistará o primeiro lugar. 

Como dissemos anteriormente, o primeiro colocado do Grupo G enfrenta o segundo do Grupo H, nas oitavas. E o segundo do G enfrenta o primeiro do H. Assim, as duas equipes que devem sair do Grupo H para enfrentar Bélgica ou Inglaterra são Polônia e Colômbia.