Jogos Olímpicos 2016 - Vela

Última atualização: 24 de novembro de 2017

Tudo sobre as apostas de Vela nas Olimpiadas do Rio 2016

Navegando contra e a favor do vento. A estreia olímpica da vela deveria ter sido em Atenas 1896, mas, devido ao mau tempo, foi adiada para Paris 1900. Nos Jogos Rio 2016 estarão em disputa cinco classes masculinas, quatro femininas e uma mista. De 8 a 18 de agosto, 380 atletas representantes de 66 países competirão em 10 provas. A Marina da Glória é a base das regatas, que serão realizadas nas águas da Baía de Guanabara.

Classes de vela nos Jogos Olímpicos

470 (masculino e feminino)

49er

49erFX

Finn

Laser Radial

Laser Standard

Nacra 17

RS:X (masculino e feminino)

Principais medalhistas

A vela entrou no programa olímpico em Paris 1900. Na edição seguinte, em St. Louis 1904, a modalidade não foi disputada, mas retornou quatro anos depois, em Londres 1908, data em que as mulheres passaram a integrar as tripulações. Durante toda a história do esporte, houve mudanças nas categorias, também chamadas de classes, muitas entraram e outras saíram. Um total de 49 classes da vela já fizeram parte do programa olímpico, incluindo categorias com barcos de até 20 toneladas. A maior novidade é que, nos Jogos Rio 2016, a classe Star, muito tradicional, não estará na programação.

Pai e filhos, os cubanos Carlos de Cárdenas 844) e Carlos de Cárdenas Junior (16) conquistaram a medalha de prata na categoria Star nos Jogos Londres 1948. Em 2012, a medalha de prata conquistada por Pavlos Kontides, na classe Laser, foi a primeira de Chipre na história das Olimpíadas. Os brasileiros Robert Scheidt e Torben Grael, e o britânico Ben Ainslie, são os recordistas de medalhas na vela, com cinco cada um. Com um ouro, uma prata e dois bronzes, a italiana Alessandra Sensini é a mulher com o maior número de medalhas.

Prognósticos masculinos

A modalidade que já deu 17 medalhas ao Brasil traz três boas chances em 2016. Robert Scheidt não tem mais o mesmo domínio da classe Laser da época que foi oito vezes campeão mundial, mas está entre os cotados para medalha. A cotação para sua vitória na ApostasOnline.com é de 6.00. Na classe Finn, Jorge Zarif foi campeão mundial em 2013, caiu de rendimento em 2014 e 2015, mas voltou bem essa temporada. A ApostasOnline.com paga 8.00. Campeão Pan-Americano na classe RS:X de vela, Ricardo "Bimba" não embalou ainda uma série de boas competições, mas não pode ser descartado. O valor do prêmio para cada Real investido na ApostasOnline.com é de 15.00.

Prognósticos femininos

A equipe feminina espanhola formada por Tamara Echegoyen e Berta Betanzos pode dar uma surpresa e conseguir uma medalha na classe 49erFX, ainda que as odds não as colocam entre as favoritas. O Brasil está em melhor posição com uma cotação de 1.90 na 1xBet, enquanto a Dinamarca e a Itália aparecem com 3.24 e 6.50, respectivamente. Espanha é a quinta na 1xBet com quota de 14.00, à frente da Nova Zelândia e Holanda. Maialen Chourraut é a melhor colocada na sua especialidade K1 Slalom em águas bravas. O sucesso para a campeã europeia rende 5.00 para cada Real arriscado na Bet365. No entanto, ela terá que vencer a favorita Jessica Fox, que tem cotação de 3.00.